Quem vê a pedagoga Walquíria Rohwedder nas salas de aula não imagina que seja dona do título de ‘ A Mulher mais Rápida do Centro-Oeste’, posição que ganhou no campeonato de rachão da cidade de Campo Grande. A piloto de rachão faz dupla com a sua cunhada Michele Paloschi Cunha e juntas formam as ‘Meninas Valentes’ as mais novas patrocinadas do Grupo JF distribuidora autorizada, da marca alemã Motorbull Protetor de Motores e Metais.

A sua carreira começou há dois anos com um empurrãozinho do seu sogro o Campeão Estadual de Rachões do Mato Grosso do Sul Rodnei Fernandes. O gosto pelo esporte automobilístico é uma paixão de família e todos integrantes correm nos shows desse segmento.

Segundo Walquíria no começo o seu marido tinha medo e receio dela participar com o seu carro um gol quadrado prata, mas, depois que viu o seu talento se tornou um dos maiores apoiadores. “Ainda sou muito nova nesse universo, pois, tem pouco tempo que frequento os campeonatos, mas, desde a primeira vez que pisei no acelerador a adrenalina me conquistou e hoje o esporte é o amor da minha vida. Não me vejo fora das pistas de corrida”, declara a piloto.

Como uma profissional da pista fala da sua primeira impressão após usar o Motorbull. “Na nossa equipe o mecânico Roberval ficou admirado com a qualidade do produto, em poucos quilômetros rodados nos treinos senti a diferença, no arranque do carro; economia do combustível; melhora no desempenho e na potência; ao dá a partida no carro não há problemas mesmo em temperaturas mais baixas e houve redução do ruído do veículo”, declara Rohwedder.

O gestor do Grupo JF José Flávio fala da importância da dupla ‘Meninas Valentes’ em eventos esportivos que ainda tem uma predominância de público e competidores masculinos. “A cada dia os rachões estão ficando popular entre os brasileiros e isso tem diversificado o público, que antes era voltado somente para homens. Hoje o cenário é diferente, famílias inteiras assistem aos shows e o número de mulheres competidoras está aumentando, o que é maravilhoso, nós seguimos a premissa de quebrar rótulos e preconceitos sexistas” comenta Flávio.