Um grande público se fez presente neste domingo, 10, no estádio Napoleão Francisco de Souza, tomando arquibancadas e de mais dependências, para acompanhar a grande final do 14º Campeonato de Futebol da Liga Esportiva Douradense de Amadores, o popular “Amadorzão da LEDA”.

Em campo decidindo o título as equipes do Real Cachoeirinha e do Misto Indígena/Cascatinha Bar/Jânio Miguel, este último repetindo o feito do ano passado quando também chegou à grande final. Mas não foi dessa vez que uma equipe da aldeia indígena sagrou-se campeão do principal campeonato amador douradense, quem fez a festa pelo título foi o Real Cachoeirinha que venceu o duelo por 2 a 0 com gols de Danilo Verão e Alex, ambos ainda na primeira etapa.

O JOGO

Após a cerimônia de abertura, onde foi executado o Hino Nacional Brasileiro com as equipes perfiladas em campo, foi dado início a grande final. E quem começou avassalador foi a equipe do Real Cachoeirinha, que impôs forte ritmo fazendo a bola girar as duas laterais do campo dificultando a marcação do Misto Indígena. E foi nesta “balada” que o primeiro gol saiu aos 5 minutos, após uma bola rebatida pela zaga, Danilo Verão acertou um chute da entrada da área de rara beleza, no ângulo, sem a mínima chance de defesa para o goleiro Alexandre, Real 1 a 0.

O gol logo no início desequilibrou a equipe do Misto que não conseguia acertar a marcação, e o Real soube aproveitar o momento criando uma chance atrás de outra obrigando o goleiro Alexandre a fazer pelo menos duas grandes defesas em sequência.  Mas aos 21 minutos, em mais uma falha da zaga, Alex entrou livre para aproveitar cruzamento da direita, cabeceando no canto esquerdo de Alexandre que dessa vez nada pode fazer, Real 2 a 0, placar final do primeiro tempo.

Na segunda etapa o Misto até conseguiu equilibrar a partida deixando o jogo mais aberto com ambas as equipes criando boas jogadas, mas os goleiros Alexandre e Dener foram os destaques e principais responsáveis pelo placar não sofrer mais alterações, com cada um fazendo pelo menos duas grandes defesas. Sem alteração no placar quem fez a festa e soltou o grito de campeão foi a equipe do Real Cachoeirinha, que volta a ser campeão da LEDA após 5 anos, e desta vez de forma invicta.

PREMIAÇÃO

Assim que o jogo terminou foi dado início a cerimônia de premiação que contou com a presença dos apoiadores da competição, os vereadores Junior Rodrigues, Juarez Amigo de Todos e Jânio Miguel, enquanto o deputado estadual Renato Câmara foi representado por seu assessor Beto Matos. Também esteve presente o desportista e ex vereador Akira Oshiro.

O goleiro menos vazado foi Dener do Real Cachoeirinha com apenas 4 gols sofridos, e o artilheiro foi Wesley Buguinho do Misto Indígena com 8 gols, ambos receberam troféus e a quantia de R$ 250,00.

O Inter Flórida foi o terceiro colocado e recebeu de premiação a quantia de R$ 1.000,00 mais troféu. O Misto Indígena pelo vice campeonato recebeu a quantia de R$ 2.000,00 mais troféu, e o Real Cachoeirinha pelo título recebeu a quantia de R$ 4.000,00 mais troféu.

FICHA TÉCNICA

MISTO INDÍGENA 0 x 2 REAL CACHOEIRINHA

Data: 10/06/2018

Local: Estádio Napoleão Francisco de Souza (LEDA)

Horário: 15:00 horas

Árbitro: Neuri Antonio Przybulinsky

Assistentes: Edimar Santos da Silva(1) e Luiz Felipe de Oliveira(2)

Quarto árbitro: Wilson Claudino de Oliveria

Quinto árbitro: Jayne Camargo Matos

Analista de Campo: Ezequiel Barbosa Campos

Gols: Danilo Verão aos 5 minutos e Alex aos 21 minutos do primeiro tempo

Misto Indígena: Alexandre(goleiro), Josimar, Adriano, Roniclei, Pernambuco, Ronaldo(Xuxa), Alexandre Bolinha, Luca, Alex, Wesley Buguinho, Thiago, Jeferson, Rayan, Pezão, Abmael, Elton(Ratão) e Edcarlos. Técnico: Jorge Roberto. Auxiliar: Paraguai.

Real Cachoeirinha: Dener(goleiro), Alison, Vini, Claudinei, Jobson, Zé Bode, Du, Fabinho, Verão, Zé Alberto, Alex, Paulo Henrique, Gian, Alison(Esquerdo), Maninho, Reginaldo Cabeludo, Apax e Elias. Técnico: Amilton Nogueira. Auxiliares: Gean e Giva Pretinho.

Fotos: Cleber Soares/Dourados Esportivo