domingo, 27 de setembro 2020

Jovem goleiro da escolinha da Funed passa em avaliação no Londrina

A FUNED (Fundação de Esporte de Dourados) que atualmente tem como diretor/presidente o profissional em educação física Jânio César Amaro, vem desde o início da atual administração que é comandada pela prefeita Délia Razuk (PR), desenvolvendo vários projetos sociais, entre eles, a manutenção da pioneira escolinha de goleiros do Mato Grosso do Sul.

A escolinha que é comandada pelo ex-jogador e técnico de futebol profissional Moacir Amorim, volta a comemorar mais uma avaliação aprovada em um clube de renome do futebol brasileiro.

Trata-se do jovem Marcos Fernando Pereira de Sena, 16 anos, natural do Distrito de Cruzaltina, no município de Douradina, que acabou de ser aprovado em uma avaliação no Londrina Esporte Clube.

Há pouco mais de um ano atuando na escolinha da FUNED, Marcos Fernando com seu 1 metro e 87 de altura e pesando 74 quilos, foi apresentado ao tradicional clube do Norte do Paraná pelo empresário Felipe Ramos, responsável pela empresa de assessoria esportiva F10.

Vale ressaltar que Felipe Ramos é gestor de futebol e foi um dos responsáveis pela atuação do O.A.C (Operário Atlético Clube) neste campeonato estadual que está chegando ao seu final.

Felipe Ramos levou com autorização de Marcos Aparecido Vieira de Sena, pai de Marcos Fernando, para fazer uma avaliação no “Tubarão” como é conhecido o Londrina Esporte Clube, da cidade do mesmo nome, e o garoto foi aprovado pelos profissionais que atuam nas categorias de bases do clube paranaense. “Hoje estamos providenciando a transferência escolar do meu filho para que ele possa prosseguir com seus estudos lá no Paraná. Espero que ele aproveite esta oportunidade que está surgindo em sua vida” disse o pai do garoto feliz pela aprovação do jovem jogador em um dos mais tradicionais clubes do futebol paranaense e também do país.

A ESCOLINHA

A escolinha de goleiros da FUNED funciona de segunda-feira a sexta-feira, nas dependências do estádio Frédis Saldivar, o “Douradão”.

Contando atualmente com 16 alunos com idade de 08 a 17 anos treinando das 15 às 17 horas, pela escolinha além de Marcos Fernando, alguns deles já se encontram integrados a equipes do interior paulista e paranaense, e este fato leva a FUNED a comemorar o sucesso dos garotos. “Nossa escola é um projeto social que visa a integrar os jovens na difícil posição que é a de goleiros, todavia, temos mesmo de comemorar o sucesso destes jovens que já estão integrados a equipe de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e no Paraná” disse Jânio César Amaro à reportagem.

Jânio César acrescenta que o objetivo da FUNED nestes projetos sociais esportivos tem total aprovação da prefeita Délia Razuk, pois ela entende que eles visam também preparar os jovens para que eles se afastem do submundo do crime, das drogas, enfim, para que cresçam como verdadeiros cidadãos.

GRATIFICADO

Já Moacir Amorim conta que trabalhar com crianças e jovens é muito gratificante, uma vez que os mesmos assimilam os seus ensinamentos específicos tanto na parte técnica como física assim como na orientação para a sua formação pessoal. “Faço um trabalho visando o bem estar destes garotos sem cobrar para que eles sejam profissionais no futuro. Agora, sinto-me gratificado quando alguns deles são revelados e saem da nossa escola para se submeter a testes em renomados clubes nacionais e são aprovados como foi o caso agora do Marcos Fernando” disse o preparador de goleiros da autarquia municipal de esportes.

Além de Marcos Fernando hoje aprovado no Londrina Esporte Clube, já estão firmados nas categorias de bases em clubes do interior paulista e do Paraná, sendo eles:

No interior paulista estão Yan no Marília Atlético Clube, o Pedro no Lajeado, no Rio Grande do Sul enquanto Gabriel irá em março fazer avaliação no CT do Fluminense em Xerém, no Rio de Janeiro.

Moacir Amorim encerra dizendo que a ida destes jovens valores para clubes dos outros Estados deve-se a uma iniciativa dos pais deles e não da autarquia municipal de esportes. “Os pais ao perceberem que seus filhos têm qualidades para seguir na carreira após nos consultar, mantém contatos com empresários ou pessoas ligadas aos clubes. Ai eles iniciam as negociações para que os seus filhos possam passar por períodos de testes nas agremiações escolhidas. Nossa incumbência aqui é fazer um trabalho social, sem custos e sem intervir ou intermediar em possíveis negociações com qualquer clube que seja” concluiu ele a reportagem.

Veja também

Programas esportivos de MS recebem R$ 1,64 milhão em emendas parlamentares

Programas esportivos de Mato Grosso do Sul receberam R$ 1,64 milhão em emendas parlamentares estaduais. …