O Sete de Dourados começou o Campeonato Estadual sendo goleado pelo Águia Negra por 4 a 0 e depois batido pelo Costa Rica por 1 a 0, resultados que geraram total desconfiança dos torcedores em relação à sorte do time. Agora, na véspera da penúltima rodada da primeira fase, a situação mudou. A classificação está garantida e a briga é pelas primeiras posições. No domingo, 15h, recebe o Novo FC no Estádio Chavinha e a vitória, se o Corumbaense não vencer o Comercial, vale a vice-liderança.

Após os tropeços iniciais, a subida do Sete na classificação foi gradual. Venceu, na sequência, Aquidauanense, Urso e ABC, resultados que o tiraram da zona de rebaixamento. Depois, perdeu para o Comercial e empatou com o Operário FC, estacionando na sétima posição. Nas duas últimas rodadas, vitórias sobre o Operário AC por 5 a 0 e Serc por 3 a 0. Contando com resultados favoráveis em outros jogos, chegou à terceira posição e vaga garantida nas quartas de final com duas rodadas de antecedência.

Um dos responsáveis pela recuperação é o capitão e artilheiro do time, Otacílio Neto. O ex-jogador do Corinthians marcou sete vezes e disputa a artilharia com Guilherme, também com sete e Salomão, que marcou oito gols, ambos do líder Águia Negra. Segundo o atacante, o time tem se superado, principalmente em jogos como visitante. “Fizemos bons jogos fora de casa, até no que fomos derrotados [Costa Rica]. O elenco está focado e sabendo que precisa manter os pés no chão para seguir em busca de bons resultados. A gente tem muito ainda para mostrar e chegar”, diz, confiante. Segundo ele, objetivos para domingo são claros. “Primeiro seguir no G4. Depois buscar a vice-liderança. Está todo mundo consciente para correspondermos perto do nosso torcedor”.

Sem problema

Para a partida contra o Novo, o técnico Valdir Fortini não deve ter problema para montar o time. A preocupação é com Guina e Ribeiro, com dores musculares, mas os volantes não ficam fora do jogo. “Coisa do treinamento, nada que preocupe. O restante dos jogadores está bem, tudo certo”, disse.

Sobre a escalação, a base do time que jogou em Chapadão do Sul no último sábado deve ser mantida. A dúvida estaria no ataque, entre Gugu, autor de um dos gols, ou Regis Wenzel. Assim, o Sete começa o jogo com Roger Paranhos no gol; Jean, Fábio, Macarrão e Kaique; Guina, Ribeiro, Sena e Otacílio Neto; Regis Wenzel (Gugu) e Mohamed.