Foi um domingo de fortes emoções que a sede campestre do Secod – Sindicato dos Empregados no Comércio de Dourados, viveu com os jogos das semifinais da 17ª Copa do Comerciários de Futebol Suíço. Foram dois jogos muito equilíbrados onde os finalistas foram decidos nos detalhes e também em cobranças de pênaltis.

Abrindo as semifinais, com início às 9 horas, entraram em campo as equipe do Pabbia Papletes F.C/Marília E.C e do Calhas Sena F.C. Com duas equipes “leves” em campo, o jogo foi de muita velocidade, porém de poucas chances de gols até aos 14 minutos do segunda tempo, quando o jogo se transformou em uma classificação quase certa, para uma recuperção espetácular.

As 14 minutos Mosquito abriu o placar para o Pabbia aproveitando cruzamento da esquerda, cabeceando na saída do goleiro Rafael. Cinco minutos depois Rodrigo Melo aproveitou saída errada do Calhas Sena e chutou forte, rasteiro, e contando com pequeno desvio na zaga, fez o segundo gol do Pabbia, o que deu a impressão do jogo estar definido.  Mas aos 22 minutos o Calhas Sena acha um gol em chute despretencioso de Paraguaio da intermediária que vence o goleiro Vitor que nada pode fazer. E um empate, que paracia improvável, acabou acontecendo no último lance do jogo, quando Césinha aproveitou uma bola rebatida da zaga e empatou a partida, levando a decisão para ver quem seria o finalista, para os Pênaltis.

Mas o dia era mesmo do Pabbia/Marília, nas cobranças de pênaltis Vitor defendeu dois, definindo a disputa em 4 a 3 a favor de seu time. Pabbia Paletes/Marília E.C classificado para a grande final, repetindo assim o feito de 2015 quando também conquistou o título da competição.

Na segunda semifinal entraram em campo as equipes do Abevê/Mecânica Hoki e da Mecânica Ranzi/Camapi, neste que era um jogo de muita expectativas, já que ambos mantinham os status de grandes favoritos. E com a bola rolando ambas as equipes não decepicionaram o bom público presente que já se fazia àquela altura.

O jogo foi muito equilíbrado e também muito técnico, com a marcação sendo o ponto forte de ambos os lados, o que limitou bastantes as oportunidades de gols. Somente aos 19 minutos, já da segunda etapa, é que saiu o primeiro gol, quando Gugu conseguiu aproveitar uma falha da zaga da Ranzi e tocou com categoria na saída do goleiro Eduardo, abrindo o placar para o Abevê, 1 a 0.

Sem outra alternativa, a Ranzi tentou impor uma pressão em busca do empate, mas foi em outra falha de sua zaga que o jogo acabou sendo decido. Firmino sai jogando errado, e Café, que estava em sua marcação, acabou fazendo um gol sem querer, mas que definiu de vez a vitória por 2 a 0 e a classificação para a grande final do Abevê/Mecânica Hoki.

A grande final da competição aconte no próximo domingo, 26, à partir das 9 horas, tendo também na programação o jogo da decisão do terceiro lugar. Vejam abaixo imagens dos jogos deste domingo:

Fotos: Cleber Soares/Dourados Esportivo