O tiro prático é o esporte estreante da sexta edição do Eco Pantanal Extremo – Jogos de Aventura, em Corumbá. Com 80 participantes confirmados, bateu o recorde de inscritos para um campeonato da modalidade na região Centro-Oeste. O evento na Capital do Pantanal é realizado pela Prefeitura Municipal de Corumbá, com apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

O esporte, caracterizado pela utilização armas de fogo para a execução de exercícios típicos da competição em alvos de papel ou metal, acontece neste sábado (16.11), a partir das 8 horas, no Clube de Tiro Esportivo do Pantanal (CTEP). No Eco Pantanal Extremo, o tiro prático é conduzido pela Federação Sul-Mato-Grossense de Tiro Prático (FSMTP), filiada à Confederação Brasileira de Tiro Prático (CBTP).

As disputas acontecerão na classe IPSC, que leva o nome da entidade internacional que regulamenta as provas, a International Practical Shooting Confederation. A organização, desde a fundação, em 1976, deu início ao processo de padronização e divulgação das regras. Segundo o atleta, árbitro da CBTP e secretário do CTEP, Sérgio Carlos de Abreu, esta é a classe do tiro prático que mais cresceu nos últimos anos e tem mais atletas participantes. “Muito disso é por sua dinâmica, que permite a participação de pessoas jovens e idosas, além de pessoas com deficiência”.

Abreu conta que as pistas das provas são projetas pelos ranger officers (ROs), árbitros da modalidade. “Tudo foi feito com nível de segurança altíssimo. Para os alvos, são utilizados materiais de papel ou metal, e colocamos também alguns alvos móveis. Para dar uma dificultada, teremos rampas, túneis, o evento promete bastante novidades”. Ao todo, serão nove pistas e os competidores terão de passar por todas. Pontos são somados em cada uma, gerando o resultado final, que avalia precisão, potência e velocidade do atleta.

“Por ser um esporte muito dinâmico, cada pista terá um nível de dificuldade bem alto, mas que permite que todos passem com sucesso. O bacana é que todos podem fazer estratégias diferentes, não existe uma única obrigatória. Vai de cada um pra encontrar a melhor forma de finalizar a pista em menor tempo e com mais precisão. Isso é o que desafia a galera, dos mais novos aos mais velhos”, explica Abreu.

O secretário do CTEP acredita que este será o melhor evento de Mato Grosso do Sul até hoje. Segundo ele, as provas no Estado costumam ter participação de 45 a 50 atletas, em média. “Esperamos uma prova bem cheia, animada, sendo que já é recorde de inscrições em Mato Grosso do Sul e no Centro-Oeste. Estamos bem ansiosos”.

Para o presidente da FSMTP e um dos organizadores da prova no Eco Pantanal Extremo, Paulo Mendonça, a magnitude do evento realizado na Cidade Branca coloca nacionalmente em destaque o tiro prático. “É uma satisfação para a FSMTP ter o tiro estreando no Eco Pantanal Extremo. Harmonizar várias modalidades esportivas com o tiro é muito legal. A divulgação em âmbito nacional é salutar para todos as modalidades esportivas e para o tiro não é diferente”.

As premiações em troféus e/ou medalhas serão do primeiro ao quinto lugar em todas as divisões e categorias. Já os prêmios em dinheiro do primeiro ao terceiro lugar no overall das divisões serão da seguinte forma: R$ 800,00 para o primeiro; R$ 600,00 ao segundo e R$ 450,00 ao terceiro. Clique aqui e tenha acesso ao regulamento.

O Eco Pantanal Extremo é uma realização da Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Esportes (Funec) e do Governo do Estado, através da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).